Educando para Transformar 

arilso teixeira_edited.jpg

A Educação e as suas diversas etapas, a partir do ponto de vista do professor Arilso Teixeira Maria (Licenciado em Geografia e Especializado em Ecoturismo, Interpretação e Educação Ambiental). Arilso Teixeira é ex-secretário municipal de Educação e reside em Nova Venécia.

Artigos em Série (atualização semanal)

Artigo IV:
O novo Ensino Médio

as-pessoas-estao-sentadas-a-mesa-rodeada-de-livros_99043-5009.webp

Em 2017 a Lei nº 13.415/2017 alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e modificou a estrutura do ensino médio. A nova estrutura denominada Novo Ensino Médio, entrou em vigor nesse ano letivo de 2022, para os alunos do primeiro ano e progressivamente concluirá sua implantação completa até 2024 em todo o país, ou seja: o momento atual é de transição.

Quem já estava no Ensino médio terá uma ou outra disciplina adicionada no seu curso, em sua turma. Más será o primeiro ano que iniciou em 2022, que ao chegar em 2024 terá cursado todas as disciplinas e itinerário previsto pela Lei 13.415/2017. A exceção é para as redes de Ensino que optou por iniciar a mudanças no Ensino médio desde 2018, como foi o caso de algumas de ensino. Isso ocorreu porque a legislação possibilitou a implantação de forma progressiva ao longo dos anos e de forma obrigatória a partir do ano letivo de 2022.

O Ensino Médio ofertado no Brasil antes da legislação nº 13.415/2017 exigia uma carga horária total em três anos de 2400 horas. Com o Novo Ensino médio a carga horária mínima é de 3000 horas. 

Das 3000 horas, 1800 horas serão destinadas para as disciplinas obrigatórias da Base Nacional Comum Curricular e 1200 horas para os itinerários formativos. Cada escola terá que oferecer pelo menos uma opção complementar a formação dos alunos são elas:

- Linguagens e suas Tecnologias

- Matemática e suas Tecnologias

- Ciências da Natureza e suas Tecnologias

- Humanas e sociais aplicadas

-Formação técnica e profissional

Mas o que são os itinerários formativos?

São o conjunto de saberes organizados em disciplinas, projetos, oficinas, núcleos de estudo, entre outras situações de trabalho, para serem escolhidas e cursadas pelos os estudantes do ensino médio. Os itinerários formativos podem se aprofundar nos conhecimentos de uma área do conhecimento (Matemáticas e suas Tecnologias, Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas) e da formação técnica e profissional (FTP) ou mesmo nos conhecimentos de duas ou mais áreas e da FTP.

Nesse caso, percebe que o aluno tem possibilidade de aprofundar o conhecimento em uma área do conhecimento científico que ele apresenta maior identificação (que ele gosta). Disciplinas como Projeto de Vida; Eletiva (temas relevantes e assuntos relevantes); Projeto de Intervenção Comunitária fazem parte do Novo Ensino Médio. Contribuindo para que a formação do estudante seja mais próxima possível da atualidade, que constitui sua realidade.

O que mudou?

TABELA DO ARILSO.png
notebook-para-aula-estudar-bem-em-2015-segundo-semestre.webp

O Ano letivo agora terá que oferecer uma carga horária de 1000 horas anuais, o que ampliou o tempo mínimo do estudante na escola em 200 horas. Sendo obrigatória essa oferta já para o ano letivo de 2022. Uma nova organização curricular definida flexível. Pois, oferta diferentes possibilidades de escolhas aos estudantes por áreas do conhecimento, o que na legislação dá-se o nome de itinerários formativos, com foco na formação técnica e profissional. A mudança tem como objetivos qualificar a educação e a formação profissional ofertada aos jovens brasileiros e diminuir as distâncias entre as práticas educacionais no Ensino Médio e as realidades vivenciadas pelos estudantes, no que refere as demandas: do mundo do trabalho; da sustentabilidade; e mesmo da vida, ou convivência em sociedade.

Quais são as Expectativas com o Novo Ensino Médio?

Fortalecer o protagonismo juvenil, identificado com área científica que o estudante tem maior satisfação em aprender;  aprofundar seu conhecimento, contribuindo com a permanência e a melhoria da aprendizagem, sem abrir mão de garantir ao estudante uma formação geral.

Na disciplina Projeto de Vida, espera-se que o estudante seja provocado a refletir sobre sua vida, a buscar pelo seu autoconhecimento, a vida em sociedade e o mundo do trabalho e a sustentabilidade. Nestas reflexões adquirir a maturidade para observar as várias opções de formação existentes e identificar uma que lhe proporcione satisfação e atenda suas expectativas.

Portanto, Projeto de Vida é de grande valia na descoberta e na orientação pessoal do estudante, contribuindo assim com a escolha que ele deve fazer entre os itinerários formativos que são ofertados.

Toda essa mudança já está em andamento em todo o Ensino Médio do Brasil e foi sendo implantada vagarosamente desde 2018. O Espírito Santo incluiu algumas disciplinas ainda em 2021 para os envolvidos na Educação irem se adaptando e esse ano 2022, todos os sistemas de ensino deve ofertar na íntegra o prescrito a legislação.

Artigo III:
O Sistema Educacional Brasileiro: Etapas de Funcionamento da Educação Básica

gestor escolar.jpg

O Sistema Educacional Brasileiro está estruturado em cumprimento as determinações da Constituição Federal  de 1988 e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB ou LDBEN- assim conhecida no meio educacional e jurídico) instituída  pela lei 9394/1996. Portanto, até 2017 essas duas legislações regularam em linhas gerais as práticas e as formas de organização da Educação brasileira. No Entanto, em atendimento ao que prescreve a LDB de 1996, no Art. 26,no dia 22 de dezembro de 2017, foi publicada a Resolução CNE/CP nº 2, que institui e orienta a implantação da Base Nacional Comum Curricular a ser respeitada obrigatoriamente ao longo das etapas e respectivas modalidades no âmbito da Educação Básica.  Lembrando que a BNCC aprovada se refere à Educação Infantil e ao Ensino Fundamental nessa data.

Quanto ao Ensino Médio,este teve sua Base Nacional Comum Curricular, amparada nos termos do Artigo 35 da LDB e aprovada pela Resolução CNE/CP nº 4 de 17 de dezembro de 2018. Dessa forma conclui - se o processo de instituição da BNCC em toda a Educação Básica no Brasil.

O Ensino Básico é constituído das seguintes Etapas:

min educação.jpg

EDUCAÇÃO INFANTIL

Atende alunos (crianças) de 0 a 5 anos.

ENSINO FUNDAMENTAL

Fase I - Ensino Fundamental Anos Iniciais: atende alunos (crianças) de com idade entre 6 e 10 anos.

Fase II - Ensino Fundamental Anos Finais:  atende alunos com idade entre 11 a 14 anos.

ENSINO MÉDIO

a)Ensino Médio: duração de 3 anos, com alunos de 15 a 17 anos;

b)Ensino Médio Integrado (formação técnica também): podendo ter duração de até 4 anos.

c)Formação Técnica Subsequente: (Voltado para aqueles que já cursaram o Ensino Médio) os estudantes cursa apenas disciplinas voltada a profissionalização técnica.

O sistema além das legislações conta com estruturas executivas (gestão) as Secretarias; as estruturas legislativas(resoluções, debates, análises e estudos acompanhamento e fiscalização) os Conselhos.

Dentre as instâncias administrativa do Brasil os órgãos de grandes relevância e responsáveis pelo funcionamento do sistema da educacional brasileiro são:

Em nível federal, são os seguintes:

a) Ministério da Educação (MEC); e

b) Conselho Nacional de Educação (CNE).

Em nível estadual, assim como no Distrito Federal- decisões ficam a cargo das seguintes entidades:

a) Secretarias Estaduais de Educação (SEE);

b) Conselhos Estaduais de Educação (CEE); e

c) Superintendências de Educação ou o equivalente com outra denominações – São instâncias regionais de gestão educacional ligadas as secretarias Estaduais de Educação.

E, por fim, em nível municipal, quem coordena a educação são:

a) Secretarias Municipais de Educação (SME); e

b) Conselhos Municipais de Educação (CME).

Outras modalidades da Educação Básica:

Educação de Jovens e Adultos (EJA): Voltada ao atendimento a indivíduos que não tiveram a oportunidade de cursar o Ensino Fundamental ou Médio na idade prevista. Aos alunos que evadira do sistema educacional; ou não apresentaram avanços e se encontra defasado (distorção) no que diz respeito a idade e a série em que se encontra.

Educação no Campo:Essa modalidade é praticada em escolas que atende as peculiaridades da vida rural em seucurrículo, métodos didáticos e calendário escolar.

Em 2006, o CNE autorizou o projeto “Programa Educacional no Campo (PROCAMPO) favorecendo a formalização das unidades escolares do campo a adotar a “Pedagogia da Alternância”. Nessa metodologia Momentos na escola ou na residência do aluno orientados pela Unidade escolar em que o aluno estuda ou reconhecido e supervisionado pela unidade escolar, poderão ser considerado letivos.

Educação Especial: Ocorre juntamente com unidades escolares regulares ou em instituições especializadas. As unidades escolares são adaptadas em sua estrutura físicas e dotadas com recursos humanos e materias escolares que facilitem o ensino a indivíduos com algum tipo de deficiência, seja ela física ou mental.

Organizações da sociedade civil seja elas:   de profissionais que atuam na educação, de gestores das secretarias de educação municipal ou Estadual, dos conselhos de Educação municipal entre outros são ativos e contribuem constantemente com suas posições e ações para com o sistema educacional no Brasil.

A Educação Básica no Brasil tem caráter obrigatório segundo nossa legislação. Sendo, dever dos pais ou responsáveis que as crianças e adolescentes concluam a educação básica. As instâncias administrativas: estado, municípios e distrito federal) do Estado brasileiro tem o dever de oferecer essa educação.

Artigo II:
DIFERENÇA ENTRE AS FORMAS E ESPAÇOS EM QUE SE DÁ O ENSINO E A APRENDIZAGEM

educ formal alunos em sala.png

Educação Formal

 

Consiste na prática Educacional em que o Ensino e aprendizagem se dá por meio de instituições oficiais de Ensino. No caso unidades educacionais formalizadas sejam elas públicas ou privadas.

educ informal trabanhando sob supervisão.jpg
educ não formal pessoas participando de curso em empresas.jpg

Educação Informal

 

Trata-se do aprendizado que se dá por experiências próprias no dia - a - dia. Ao buscar fazer algo adquire o conhecimento sobre o que foi fazer. Ao observar um determinado serviço, doença, planta ou animal extrai de tal observação um aprendizado. Ao lidar com determinado objeto, animal, planta ou comunidade adquire uma experiência da relação estabelecida e vivenciada. Essa forma de educação se dá no trabalho, nas relações entre o indivíduo e o meio, entre indivíduo com indivíduo e entre indivíduo nas relações com diferentes atores da sociedade e mesmo com aprendizagem individual provindas das experiências pessoais ou com a comunidade.

Educação Não Formal

 

Nome dado as práticas educacionais sistematizadas (que possui programa carga horária) e que ocorre em espaços não oficiais de Ensino. No entanto, contribui para promover educação (habilidades, competências, consciências, mudança de comportamentos agregação de valores e saberes) aos participantes. Essa forma de educação ocorre em organização sociais, organizações trabalhistas, empresas, em igrejas, em clubes, ONGs e entre outros espaços e organizações sociais.

Nesta página, a Educação será abordada em todos seus sentidos, pelo Portal Jornet MIX.